compartilhar esta notícia no facebook

publicada em 15/07/2020

No profissional, joia de 16 anos do Mirassol se apresenta: ‘Gosto de buscar o gol’

Após a pausa no futebol causada pela pandemia do novo coronavírus, o Mirassol retorna para a disputa do restante do Campeonato Paulista e da Série D com um elenco bem modificado. Uma das principais características da nova formação da equipe do técnico Ricardo Catalá é a utilização da base do clube.

No atual elenco do Mirassol, 11 jogadores foram formados nas categorias de base do clube. E o caçula da equipe é o meia Danilo Augusto da Silva Magalhães, de 16 anos. O meia-atacante foi integrado ao grupo e está inscrito como profissional do clube. Ele admite que nem ele mesmo esperava receber uma chance tão cedo.

- Acho que todos sonham se tornar profissional, sonha jogar em um estádio lotado, com a torcida gritando seu nome. Mas realmente, com 16 anos eu não esperava essa chance. Até meus companheiros brincam comigo que eu nunca saio dos 16, que faz tempo que tenho. Sempre temos de sonhar alto, ter objetivos e desejos, mas com 16 eu não esperava ainda. Que bom que deu certo - disse Danilo, que se apresentou ao torcedor:

- Sou canhoto, gosto de jogar mais do lado com o pé trocado, me movimentar bastante, gosto de chegar muito perto do gol e buscar a finalização. 

Apesar de jovem, Danilo mostra personalidade. Considerado uma “joia” da categorias de base do clube, ele relatou como foram os primeiros dias de treinamento com o elenco profissional e as diferenças sentidas no estilo de jogo.

- O início foi um pouco diferente, o ritmo do jogo profissional é bem diferente, características e pensamentos são diferentes, como o coletivo. Foi um pouco difícil até eu me acostumar. Mas graças a Deus peguei um ritmo legal agora e, se tudo der certo, a gente vai terminar esses dois jogos que faltam da melhor maneira possível.

Cria do Leão, Danilo já estava acostumado com o Centro de Treinamento, mas ao subir para o profissional o meia ficou ainda mais impressionado com as instalações do local e, principalmente, equipe e funcionários do clube.

- Eu fui muito bem recebido por todos. Muito bem mesmo. Tanto os meus companheiros, comissão técnica, equipe de cozinha, roupeiros, todos. A estrutura aqui, na minha opinião, é muito fantástica. Acho que poucos times no Brasil tem a estrutura que o Mirassol tem. Eu nunca vi nada igual.

 

Deixe seu comentário aqui

 

  voltar

Próximo jogo

x
05/12/2020 às 15:30hs - Brasileirão Série D
Estádio Centenário, Caxias do Sul

Jogo anterior

0 x 0
28/11/2020 às 15:30hs - Brasileirão Série D
Estádio Moça Bonita, Rio de Janeiro

Parceiros & Patrocinadores